top of page

Para 81% dos brasileiros a Lava Jato tem de continuar


Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira pelo jornal Folha de S. Paulo aponta que 81% dos entrevistados entendem que a operação Lava Jato ainda não cumpriu o seu papel e deve continuar. Outros 15% disseram que a investigação deve acabar e 4% não responderam, segundo O Globo.


A pesquisa foi realizada nos dias 5 e 6 de dezembro com 2.948 pessoas, em 176 cidades. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança da pesquisa é de 95% – isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro.


O resultado deste levantamento é semelhante ao anterior, feito em abril de 2018. Na ocasião, 84% disseram que operação deveria prosseguir, 12% responderam que deveria terminar e 4% não soube responder.


Na pesquisa de dezembro, o Datafolha também questionou os entrevistados sobre a corrupção após a Lava Jato. Os resultados foram os seguintes:


-- Irá diminuir: 41% (era 37% em abril de 2018);

-- Continuará na mesma proporção: 47% (era 51% em abril de 2018);

-- Irá aumentar: 10% (era 10% em abril de 2018).


A fase mais recente da Lava Jato recebeu o nome de Mapa da Mina e foi realizada na última terça-feira (10). A 69ª etapa investigou repasses de mais de R$ 100 milhões do grupo Oi/Telemar para empresas de Fábio Luis Lula da Silva, um dos filhos do ex-presidente Lula. A defesa de Fábio disse que os investigadores não encontraram nenhuma conduta criminosa e que eles fizeram a operação com base em "suposições e hipóteses".


Posts recentes

Ver tudo

Bolsonaro na ONU, monte de mentiras e exageros

O discurso do presidente Jair Bolsonaro na abertura da Assembleia-Geral das Nações Unidas teve repercussão negativa no exterior e entre observadores da política externa brasileira e parlamentares. Pa

Pacheco devolve MP que liberava as fake news

Em nova derrota do presidente Jair Bolsonaro, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), devolveu a medida provisória que alterava o Marco Civil da Internet e dificultava a remoção de conteúdo

Fux: ameaça de Bolsonaro é atentado à democracia

Um dia após o presidente Jair Bolsonaro participar de atos antidemocráticos e ameaçar “descumprir” decisões do Supremo Tribunal Federal, o presidente da Corte, Luiz Fux, afirmou nesta quarta-feira que

コメント


コメント機能がオフになっています。
bottom of page