Reprovação a Bolsonaro sobe a 40%. Aprovação cai para 32%

O percentual de quem avalia o governo Jair Bolsonaro como ruim ou péssimo subiu de 35% em dezembro do ano passado, para 40% em janeiro deste ano, segundo pesquisa XP/Ipespe divulgada ontem, informa O Globo. O percentual registrado em janeiro é similar ao do início da pandemia do coronavírus, de abril de 2020.


Já o percentual dos que veem a gestão Bolsonaro como ótima ou boa caiu de 38% para 32%. É a primeira vez, desde maio de 2020, em que há aumento no percentual dos críticos ao governo e redução no de apoiadores. Trata-se também da primeira vez, desde julho do ano passado, em que a avaliação negativa supera a positiva.


De acordo com o levantamento, o movimento coincide com uma piora na percepção da atuação de Bolsonaro para enfrentar a crise sanitária provocada pela covid-19. São 52% os que consideram a gestão ruim ou péssima, registrando 4 pontos a mais do que em dezembro.


A rodada de janeiro da pesquisa mostrou que Bolsonaro continua liderando as intenções de voto para a eleição presidencial de 2022. Ele oscilou um ponto para baixo e atingiu 28% das intenções de voto, ficando à frente do ex-ministro da Justiça e ex-juiz federal Sergio Moro (12%), de Ciro Gomes (11%) e de Fernando Haddad (11%). Em seguida aparecem Luciano Huck (7%), Guilherme Boulos (5%), João Doria (4%), João Amoêdo (3%) e o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (3%).

Posts recentes

Ver tudo

Um ano de Covid: Brasil chega a 250 mil mortes

Doze meses depois do registro do primeiro caso da covid-19, o Brasil superou nesta quarta-feira a marca de 250 mil mortos e vive a pior fase da doença, com pico de internações e com ritmo lento de vac

Cadastre-se para receber as análises por e-mail

© 2023 by Talking Business.  Proudly created with Wix.com