PT, especialista em confusão

O Partido dos Trabalhadores continua incansável na sua determinação de azucrinar o processo eleitoral. No começo da propaganda pelo rádio, anunciou Lula candidato, quando ele já estava inelegível. O TSE mandou retirar a propaganda. E seus advogados vão insistir em recursos no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no Supremo Tribunal Federal (STF) para que possa concorrer.


Mas o ministro Luiz Roberto Barroso, relator do processo de elegibilidade no TSE, deixou muito claro: as duas Cortes maiores da Justiça nada podem fazer contra o fato de que Lula foi condenado em segunda instância por um colegiado e, portanto, enquadrado na Lei da Ficha Limpa. E não dá para eliminar a lei com uma canetada.


Cadastre-se para receber as análises por e-mail

© 2023 by Talking Business.  Proudly created with Wix.com