Polícia investiga o chefe da Secom por corrupção


A Polícia Federal abriu na última sexta-feira (31) uma investigação contra o chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência (Secom), Fabio Wajngarten, informa o jornal O Globo.


O inquérito foi aberto depois que o Ministério Público Federal solicitou à Superintendência do órgão do Distrito Federal a abertura de um inquérito para apurar se Wajngarten cometeu os crimes de corrupção passiva e peculato (desvio de recursos públicos para proveito pessoal ou alheio). As apurações ocorrerão em segredo de justiça.


A investigação foi pedida com base em uma reportagem do jornal Folha de S. Paulo que revelou que a empresa, da qual Wajngarten tem 95% da sociedade, mantém contratos com emissoras de televisão e agências de publicidade que atendem o governo federal e recebem verba pública.


O presidente Jair Bolsonaro chegou a afirmar não viu "nada de errado" no desempenho do chefe da Secom.


Posts recentes

Ver tudo

O discurso do presidente Jair Bolsonaro na abertura da Assembleia-Geral das Nações Unidas teve repercussão negativa no exterior e entre observadores da política externa brasileira e parlamentares. Pa

Em nova derrota do presidente Jair Bolsonaro, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), devolveu a medida provisória que alterava o Marco Civil da Internet e dificultava a remoção de conteúdo

Um dia após o presidente Jair Bolsonaro participar de atos antidemocráticos e ameaçar “descumprir” decisões do Supremo Tribunal Federal, o presidente da Corte, Luiz Fux, afirmou nesta quarta-feira que