top of page

Centrão na Casa Civil, Onyx vai para o Trabalho

Numa tentativa de fortalecer sua base de sustentação política, o presidente Jair Bolsonaro fará mudanças no ministério, informa O Estado de S. Paulo. A principal novidade é a nomeação, para a Casa Civil, do senador Ciro Nogueira (PI), presidente do Progressistas e um dos líderes do Centrão. Bolsonaro muda a articulação política em meio a queda de popularidade e acusações contra sua gestão na CPI da Covid.


O general Luiz Eduardo Ramos deixa a Casa Civil e vai para a Secretaria-Geral da Presidência, no lugar de Onyx Lorenzoni. Para continuar com Onyx na equipe, Bolsonaro decidiu recriar o Ministério do Trabalho e Emprego, reduzindo assim os poderes do superministro da Economia, Paulo Guedes.


Ministro atropelado - Apesar de ter conversado com o presidente Jair Bolsonaro um bom tempo na tarde de segunda-feira, quando ele voltou ao Planalto depois da internação em São Paulo, o general da reserva Luiz Eduardo Ramos não fazia a menor ideia de que seria demitido da Casa Civil dois dias depois. “Eu não sabia, estou em choque. Fui atropelado por um trem, mas passo bem”, disse ele ao Estadão, tentando demonstrar bom humor.

Posts recentes

Ver tudo

Bolsonaro na ONU, monte de mentiras e exageros

O discurso do presidente Jair Bolsonaro na abertura da Assembleia-Geral das Nações Unidas teve repercussão negativa no exterior e entre observadores da política externa brasileira e parlamentares. Pa

Pacheco devolve MP que liberava as fake news

Em nova derrota do presidente Jair Bolsonaro, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), devolveu a medida provisória que alterava o Marco Civil da Internet e dificultava a remoção de conteúdo

Fux: ameaça de Bolsonaro é atentado à democracia

Um dia após o presidente Jair Bolsonaro participar de atos antidemocráticos e ameaçar “descumprir” decisões do Supremo Tribunal Federal, o presidente da Corte, Luiz Fux, afirmou nesta quarta-feira que

Comments


bottom of page