As razões da queda

Parente ficou dois anos no comando da Petrobras, desde 1º de junho de 2016. A nomeação de um CEO interino será examinada ao longo do dia pelo Conselho de Administração e a diretoria executiva da Petrobrás será mantida. Em sua carta, o ex-presidente da empresa diz que a greve dos caminhoneiros e "suas graves consequências para a vida do país desencadearam um debate intenso e por vezes emocional" e que a política de preços da Petrobras adotada durante sua gestão foi questionada. Porém, diz, os "resultados obtidos revelam o acerto do conjunto das medidas que adotamos, que vão muito além da política de preços. Tenho refletido muito sobre tudo o que aconteceu. Está claro, sr. presidente, que novas discussões serão necessárias. Diante deste quadro fica claro que a minha permanência na presidência da Petrobras deixou de ser positiva e de contribuir para a construção das alternativas que o governo tem pela frente”.

Posts recentes

Ver tudo

O discurso do presidente Jair Bolsonaro na abertura da Assembleia-Geral das Nações Unidas teve repercussão negativa no exterior e entre observadores da política externa brasileira e parlamentares. Pa

Em nova derrota do presidente Jair Bolsonaro, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), devolveu a medida provisória que alterava o Marco Civil da Internet e dificultava a remoção de conteúdo

Um dia após o presidente Jair Bolsonaro participar de atos antidemocráticos e ameaçar “descumprir” decisões do Supremo Tribunal Federal, o presidente da Corte, Luiz Fux, afirmou nesta quarta-feira que