top of page

Votação da Previdência na CCJ fica para a semana que vem


Depois de uma tumultuada sessão para a votação da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, nesta quarta-feira, líderes do governo e do Centrão concordaram em adiar a votação da matéria para a próxima terça-feira, 23.


A negociação foi fechada em reunião entre o relator da proposta na comissão, Marcelo Freitas (PSL-MG), o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), e integrantes do Centrão, conforme publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo.


Freitas pediu mais tempo para elaborar um parecer com alterações na proposta, de acordo com o líder da maioria na Casa, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB). O sistema de capitalização e a idade mínima devem permanecer como admissíveis no relatório. O líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (GO) afirmou que o governo está sensível em acatar as mudanças no parecer. "Aqui não tem derrota (para o governo), tem diálogo", reforçou.


O Centrão e a oposição querem retirar do texto pontos polêmicos como o fim da multa do FGTS; a restrição ao pagamento do abono salarial e a questão do Foro Nacional do Distrito Federal para a propositura de ações contra a União.

Posts recentes

Ver tudo

Bolsonaro na ONU, monte de mentiras e exageros

O discurso do presidente Jair Bolsonaro na abertura da Assembleia-Geral das Nações Unidas teve repercussão negativa no exterior e entre observadores da política externa brasileira e parlamentares. Pa

Pacheco devolve MP que liberava as fake news

Em nova derrota do presidente Jair Bolsonaro, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), devolveu a medida provisória que alterava o Marco Civil da Internet e dificultava a remoção de conteúdo

Fux: ameaça de Bolsonaro é atentado à democracia

Um dia após o presidente Jair Bolsonaro participar de atos antidemocráticos e ameaçar “descumprir” decisões do Supremo Tribunal Federal, o presidente da Corte, Luiz Fux, afirmou nesta quarta-feira que

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page