Vitória de Doria faz o PSDB descer do muro

A vitória em São Paulo tornou João Doria o homem forte do PSDB e deve provocar uma guinada à direita da legenda, que nasceu há trinta anos com a bandeira da social democracia. Em seu primeiro discurso como governador eleito de São Paulo, o tucano afirmou que “haverá mudança na correlação de forças” do partido e defendeu que a sigla esteja na base do governo Jair Bolsonaro (PSL), informa o Estadão. Doria foi eleito com 10,9 milhões de votos (51,75%), contra 10,2 milhões (48,23%) de Márcio França (PSB).

Segundo Doria, “o PSDB precisa sintonizar com o momento atual do nosso País e, a partir de 1.° de janeiro acabou o muro”, numa referência a fama da legenda de não tomar lado em muitos debates: “Faremos isso sem apagar a história de ninguém”.


A proposta deve dividir o partido, já que parte dos tucanos, entre eles o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, é crítica a Bolsonaro. Aliados de Doria defendem que a executiva nacional do partido seja reformulada para se adequar à nova realidade da legenda: “O PSDB tem de passar por uma refundação. O partido precisa perder caricatura de muro”, disse o deputado Bruno Araújo (PSDB-PE), um dos integrantes da ala ‘cabeça preta’ do partido.


Nenhum integrante da cúpula nacional do PSDB esteve presente no evento. O presidente nacional do PSDB e ex-governador Geraldo Alckmin o ex-presidente e Fernando Henrique sequer ligaram para ele:


“Não recebi ligação nem de FHC nem de Alckmin e quero aproveitar para dizer que este será um novo PSDB, um partido ao lado do Brasil de hoje”.

Posts recentes

Ver tudo

Porandubas Políticas 688

Abro a coluna com o querido RN. O sabiá do senador Quando senador pelo Rio Grande do Norte, Agenor Maria (sindicalista rural, falecido em 1997), visitando o município de Grossos, foi interpelado pelo

Cadastre-se para receber as análises por e-mail

© 2023 by Talking Business.  Proudly created with Wix.com