TSE impede jogada do PT em jornal

O ministro Og Fernandes, do Tribunal Superior Eleitoral, rejeitou um pedido de direito de resposta formulado pela defesa do ex-presidente Lula contra o jornal O Estado de S. Paulo por causa da publicação do resultado da pesquisa Ibope/Estado/TV Globo, na terça-feira.


O jornal publicou na primeira página: “Bolsonaro se isola na liderança; Marina e Ciro disputam o 2º lugar”. Informou que este era o cenário sem Lula. Mas informou também sobre as intenções de voto com Lula, em que é líder, e o índice de rejeição dos candidatos.


Não está muito bem claro o que o PT pretende: ou editar o jornal e determinar o que é mais importante para se colocar no título (no caso, só o cenário com Lula), ou se gostaria que não se falasse da tal de rejeição, em que o candidato petista preso é campeão absoluto.


De qualquer forma, mostra o que o Partido dos Trabalhadores quer com o seu antigo projeto de regulação da mídia: a Imprensa só deve divulgar o que lhe interessa. Mais ou menos como funciona o Granma, o jornal do Partido Comunista de Cuba, ou como funcionou outrora o Pravda, órgão oficial da falecida União das Repúblicas Socialistas Soviéticas.

Posts recentes

Ver tudo

Fake news como prova contra urna eletrônica

As provas de fraude nas urnas eletrônicas que o presidente Jair Bolsonaro prometeu apresentar nesta quinta-feira, 29, foram uma mistura de fake news, vídeos descontextualizados que circulam há anos na

Centrão na Casa Civil, Onyx vai para o Trabalho

Numa tentativa de fortalecer sua base de sustentação política, o presidente Jair Bolsonaro fará mudanças no ministério, informa O Estado de S. Paulo. A principal novidade é a nomeação, para a Casa Civ