Trabalho, propriedade do PTB?

Antes mesmo da última operação da Polícia Federal no Ministério do Trabalho, o presidente Michel Temer já havia avisado ao PTB: o escândalo dos registros sindicais estava desgastando o governo. E revelou sua intenção de nomear o ex-presidente do TST Almir Pazzianotto para a pasta.


Não deu tempo. O ministro Helton Yomura (PTB-RJ) foi afastado pelo STF e acabou pedindo demissão, levando Temer a colocar Eliseu Padilha em seu lugar. Mas o PTB não se emenda. Apesar de tudo, a bancada do partido já mandou recado ao Palácio do Planalto: quer indicar o segundo do ministério para manter seu latifúndio na área do trabalho. É o que informa o Painel da Folha de hoje.

Cadastre-se para receber as análises por e-mail

© 2023 by Talking Business.  Proudly created with Wix.com