Salles no Meio Ambiente. Ministério está completo

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) indicou o advogado Ricardo Salles, ex-secretário do ex-governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB), para ser ministro do Meio Ambiente em seu governo.


Salles foi secretário particular de Alckmin entre 2013 e 2014, é filiado ao partido Novo e também foi Secretário do Meio Ambiente do Estado de São Paulo entre 2016 e meados de 2017.


Ele também é presidente do Movimento Endireita Brasil, um dos muitos grupos de direita contrários ao Partido dos Trabalhadores.


O futuro ministro tem pós-graduação pelas Universidades de Coimbra e Lisboa, além de especialização em administração de empresas pelo CEAG-FGV.

A escolha de Salles por Bolsonaro para o Meio Ambiente marca o fim da composição de seu futuro governo, depois de polêmica em que a equipe de transição chegou a cogitar a integração da pasta com a da Agricultura.


O ministério de Bolsonaro ficou assim:





Posts recentes

Ver tudo

Centrão na Casa Civil, Onyx vai para o Trabalho

Numa tentativa de fortalecer sua base de sustentação política, o presidente Jair Bolsonaro fará mudanças no ministério, informa O Estado de S. Paulo. A principal novidade é a nomeação, para a Casa Civ

Mendonça para o STF, 'terrivelmente evangélico'

O presidente Jair Bolsonaro indicou formalmente o chefe da Advocacia-Geral da União (AGU), André Mendonça, para assumir a vaga deixada por Marco Aurélio Mello no Supremo Tribunal Federal (STF). A indi