PF investigará ameaça de ataque no dia da posse


A Polícia Federal vai investigar uma ameaça de ataque, no dia da cerimônia de posse que acontece em 1º de janeiro, contra o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), informa O Estado de S. Paulo desta sexta-feira.


A ameaça teria partido de integrantes de um grupo que se intitula como "antipolítico e terrorista", chamado Maldição Ancestral. No site da organização, há um texto contendo ameaça: "Se a facada não foi suficiente para matar Bolsonaro, talvez ele venha a ter mais surpresas em algum outro momento, já que não somos os únicos a querer a sua cabeça", destacou o Estadão.


Em outro trecho, a mensagem diz: “Dia 1.º de janeiro de 2019 haverá aqui em Brasília a posse presidencial, e estamos em Brasília e temos armas e mais explosivos estocados…”.


O mesmo grupo reivindica ter colocado uma bomba em uma igreja em Brazilândia, no Distrito Federal, na madrugada do Natal. O caso está sendo investigado pela 18ª Delegacia da Polícia Civil.


Embora com a ameaça, a Polícia Federal informou que o protocolo de segurança para a posse de Bolsonaro não será modificado.

Cadastre-se para receber as análises por e-mail

© 2023 by Talking Business.  Proudly created with Wix.com