Na pesquisa, maior rejeição às extremas


Na última pesquisa Ibope/Estado/TV Globo, dois fatos chamam a atenção: o índice de rejeição de Jair Bolsonaro (PSL) subiu de 37% para 44% e o de Fernando Haddad foi de 16% para 23%. Foram as maiores variações nesse índice, o que pode mostrar uma convergência do eleitorado mais para o centro. E outro fato relevante é que o ex-presidente Lula ainda não transfere votos para Haddad, que continua em quinto lugar com 6%.


Nas projeções para o segundo turno, a tendência se mantém: Bolsonaro perde para seus principais oponentes e só empataria com o candidato petista Haddad.

O resultado mostra também que, por enquanto, o maior beneficiado com a inelegibilidade de Lula é Ciro Gomes, que subiu de 9% para 12%, empatando na vice-liderança com Marina Silva.


O resultado da pesquisa:


1) Jair Bolsonaro (PSL) – 22%

2) Marina Silva (Rede) – 12%

3) Ciro Gomes (PDT) – 12%

4) Geraldo Alckmin – 9%

5) Fernando Haddad (PT) – 6%

6) Álvaro Dias (Podemos) – 3%

7) João Amoêdo (Novo) – 3%

8) Henrique Meirelles (MDB) – 2%

Para o segundo turno, a projeção é a seguinte:

Ciro Gomes 44% x Jair Bolsonaro 33%

Marina Silva 43% x Bolsonaro 33%

Geraldo Alckmin 41% x Bolsonaro 32%

Bolsonaro 37% x Fernando Haddad 36%

Posts recentes

Ver tudo

Centrão na Casa Civil, Onyx vai para o Trabalho

Numa tentativa de fortalecer sua base de sustentação política, o presidente Jair Bolsonaro fará mudanças no ministério, informa O Estado de S. Paulo. A principal novidade é a nomeação, para a Casa Civ

Mendonça para o STF, 'terrivelmente evangélico'

O presidente Jair Bolsonaro indicou formalmente o chefe da Advocacia-Geral da União (AGU), André Mendonça, para assumir a vaga deixada por Marco Aurélio Mello no Supremo Tribunal Federal (STF). A indi