Mourão: democracia deve voltar em paz á Venezuela


O vice-presidente do Brasil, general Hamílton Mourão, afirmou que o País vai "manter a linha de não intervenção" na Venezuela, recorrendo somente às estratégias de "pressão diplomática e econômica", de modo que uma "solução pacífica" se instaure no país vizinho. A posição do Brasil foi anunciada pelo vice-presidente em sua conta no Twitter.


Mourão participa do encontro do Grupo de Lima, que discute a situação política atual da Venezuela. Ele afirmou que não haverá "aventuras" com relação ao país caribenho: "O Brasil acredita que é possível devolver a Venezuela à democracia sem qualquer ação extrema”.


O vice-presidente ainda condenou a violência cometida a manifestantes contrários ao regime de Nicolás Maduro.


Na semana passada, soldados venezuelanos abriram fogo contra civis que se opunham à operação que buscava impedir o acesso à Venezuela de caminhões do Brasil com ajuda humanitária. Duas pessoas morreram no incidente.

Posts recentes

Ver tudo

PIB surpreende e cresce1,2% no 1º trimestre

A economia brasileira começou 2021 em crescimento, confirmando a melhora de perspectivas para o ano como um todo e aumentando as chances de as perdas causadas pela covid-19 serem recuperadas até dezem

Rejeição a Bolsonaro volta ao recorde de 59%

Pesquisa PoderData, do portal Poder360, realizada nesta semana (24-26.mai.2021) mostra que a reprovação ao governo do presidente Jair Bolsonaro voltou a subir e igualou o recorde de 59%, uma alta de 5

Ministro Salles acusado de facilitar contrabando

Ao autorizar a abertura da Operação Akuanduba na manhã desta quarta, 19, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, afirmou que as investigações da Polícia Federal descortinaram um ‘