top of page

Morre em S. Paulo a primeira vítima do covid-19 no País


A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo confirmou nesta terça-feira a primeira morte pelo novo coronavírus no Estado e no País. A vítima era um homem de 62 anos que apresentou os primeiros sintomas no último dia 10 e morreu nesta segunda-feira 16.


O homem não tinha histórico de viagem e estava internado em um hospital privado desde o dia 14. Ele tinha diabete e hipertensão. O coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus de São Paulo, o infectologista David Uip, informou que a relação entre a doença e outros quatro óbitos que ocorreram na mesma rede de hospitais é investigada:


"A pandemia afetou, num primeiro momento, a rede privada. Isso já era esperado pelo perfil dos infectados. Não tem, neste momento, o número de pacientes graves porque estão em hospitais privados". Ele explica que o ideal seria ampliar a realização de testes a todas as pessoas, mas isso não é viável.

O secretário da saúde do Estado, José Henrique Germann Ferreira, explicou que 80% dos casos da covid-19 não precisam de internação hospitalar. Quem vai para UTI teve alguma síndrome respiratória e precisa de respiradores.


Paulo Menezes, coordenador de Controle de Doenças da Secretária Estadual da Saúde, disse que no momento o importante não é saber o número de pacientes com sintomas leves. O importante é saber o número de casos graves — dado que o Estado não possui.


Em entrevista à CBN, o prefeito Bruno Covas (PSDB) lamentou a morte e destacou a gravidade da situação. "Isso mostra a gravidade dessa pandemia, que não é uma marolinha como muitos querem fazer crer." De acordo com o último levantamento divulgado pela secretaria, na segunda-feira, 16, foram registrados 162 casos no Estado.

Posts recentes

Ver tudo

Bolsonaro na ONU, monte de mentiras e exageros

O discurso do presidente Jair Bolsonaro na abertura da Assembleia-Geral das Nações Unidas teve repercussão negativa no exterior e entre observadores da política externa brasileira e parlamentares. Pa

Pacheco devolve MP que liberava as fake news

Em nova derrota do presidente Jair Bolsonaro, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), devolveu a medida provisória que alterava o Marco Civil da Internet e dificultava a remoção de conteúdo

Fux: ameaça de Bolsonaro é atentado à democracia

Um dia após o presidente Jair Bolsonaro participar de atos antidemocráticos e ameaçar “descumprir” decisões do Supremo Tribunal Federal, o presidente da Corte, Luiz Fux, afirmou nesta quarta-feira que

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page