Moro manda PF apurar as suspeitas de laranjas do PSL


O ministro da Justiça Sérgio Moro disse que a suspeita de que o PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, tenha financiado candidaturas "laranjas" está sendo apurada e que "eventuais responsabilidades" serão definidas após as investigações, informou O Globo.


No último fim de semana, o jornal Folha de S. Paulo informou que o PSL repassou R$ 400 mil a uma candidata a deputada federal em Pernambuco que teve 274 votos, três dias antes da eleição. Segundo o jornal, isso é indício de uma candidatura "laranja", de fachada.


Na semana passada, outra reportagem do jornal apontou que o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL), direcionou verbas de campanha a quatro candidatas em Minas também suspeitas de serem laranjas.


Em entrevista à TV Record na quarta-feira, 13, Bolsonaro disse que mandou a Polícia Federal investigar as suspeitas. Após participar de um evento com juízes federais em Brasília, Moro foi questionado por jornalistas sobre o tema e disse que a apuração já foi iniciada.


"O senhor presidente Jair Bolsonaro proferiu uma determinação que está sendo cumprida. Os fatos vão ser apurados e eventuais responsabilidades, após as investigações, vão ser definidas", afirmou.


Ele não especificou, no entanto, quantos inquéritos foram abertos para investigar o caso nem deu detalhes sobre os trabalhos.

Posts recentes

Ver tudo

Centrão na Casa Civil, Onyx vai para o Trabalho

Numa tentativa de fortalecer sua base de sustentação política, o presidente Jair Bolsonaro fará mudanças no ministério, informa O Estado de S. Paulo. A principal novidade é a nomeação, para a Casa Civ

Mendonça para o STF, 'terrivelmente evangélico'

O presidente Jair Bolsonaro indicou formalmente o chefe da Advocacia-Geral da União (AGU), André Mendonça, para assumir a vaga deixada por Marco Aurélio Mello no Supremo Tribunal Federal (STF). A indi