top of page

‘Minha morte interessa a muita gente’, diz Bolsonaro

Com esquema especial de proteção desde que foi atingido por uma facada no abdômen, ainda durante a campanha eleitoral, o presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira que sua morte "interessa a muita gente", segundo o Estadão.


A declaração foi dada após Bolsonaro ser indagado por jornalistas sobre uma postagem de um de seus filhos, Carlos, no Twitter. Na quarta-feira à noite, o vereador pelo Rio de Janeiro escreveu: "A morte de Jair Bolsonaro não interessa somente aos inimigos declarados, mas também aos que estão muito perto. Principalmente após de sua posse! É fácil mapear uma pessoa transparente e voluntariosa. Sempre fiz minha parte exaustivamente. Pensem e entendam todo o enredo diário!


"Minha morte interessa a muita gente", disse o presidente eleito. Questionado sobre o que seu filho queria dizer com "estão muito perto", Bolsonaro desconversou. "Quando eu recebi a facada estava muito próximo de mim o elemento", comentou.


Sobre isso, o presidente eleito voltou a falar sobre seu agressor, Adélio Bispo de Oliveira: "Recentemente era filiado ao PSOL. E houve o caso do outro que tentou entrar no Congresso com a identidade dele. No meu entender a investigação está muito fácil de ser concluída".

Posts recentes

Ver tudo

O discurso do presidente Jair Bolsonaro na abertura da Assembleia-Geral das Nações Unidas teve repercussão negativa no exterior e entre observadores da política externa brasileira e parlamentares. Pa

Em nova derrota do presidente Jair Bolsonaro, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), devolveu a medida provisória que alterava o Marco Civil da Internet e dificultava a remoção de conteúdo

Um dia após o presidente Jair Bolsonaro participar de atos antidemocráticos e ameaçar “descumprir” decisões do Supremo Tribunal Federal, o presidente da Corte, Luiz Fux, afirmou nesta quarta-feira que

bottom of page