Menos holofotes ao STF, mais política ao país, pede Toffoli


Na abertura da segunda reunião dos governadores eleitos e reeleitos, que ocorre nesta quarta-feira em Brasília, o presidente do Superior Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, defendeu que o Poder Judiciário esteja daqui para frente menos nos holofotes e a política esteja em evidência. “Passado um período de grande turbulência, desde os protestos de junho de 2013 até as eleições de 2018, é hora de a política retomar o protagonismo e o Judiciário se recolher ao seu papel tradicional, de resolver conflitos quando provocado”.


O ministro também ressaltou a necessidade de maior diálogo com os governos estaduais para evitar a judicialização excessiva: “Se os temas são judicializados é porque os outros instrumentos de diálogo fracassaram. Temos a necessidade de retomar diálogos para encontrar solução para temas que estão no STF. Esta é a forma que procurarei trabalhar com os senhores”.


O encontro ocorre na sede do Conselho Nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A ideia é que os governadores realizem daqui para frente reuniões mensais na capital federal.

Posts recentes

Ver tudo

Bolsonaro na ONU, monte de mentiras e exageros

O discurso do presidente Jair Bolsonaro na abertura da Assembleia-Geral das Nações Unidas teve repercussão negativa no exterior e entre observadores da política externa brasileira e parlamentares. Pa

Pacheco devolve MP que liberava as fake news

Em nova derrota do presidente Jair Bolsonaro, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), devolveu a medida provisória que alterava o Marco Civil da Internet e dificultava a remoção de conteúdo

Fux: ameaça de Bolsonaro é atentado à democracia

Um dia após o presidente Jair Bolsonaro participar de atos antidemocráticos e ameaçar “descumprir” decisões do Supremo Tribunal Federal, o presidente da Corte, Luiz Fux, afirmou nesta quarta-feira que