Menos holofotes ao STF, mais política ao país, pede Toffoli


Na abertura da segunda reunião dos governadores eleitos e reeleitos, que ocorre nesta quarta-feira em Brasília, o presidente do Superior Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, defendeu que o Poder Judiciário esteja daqui para frente menos nos holofotes e a política esteja em evidência. “Passado um período de grande turbulência, desde os protestos de junho de 2013 até as eleições de 2018, é hora de a política retomar o protagonismo e o Judiciário se recolher ao seu papel tradicional, de resolver conflitos quando provocado”.


O ministro também ressaltou a necessidade de maior diálogo com os governos estaduais para evitar a judicialização excessiva: “Se os temas são judicializados é porque os outros instrumentos de diálogo fracassaram. Temos a necessidade de retomar diálogos para encontrar solução para temas que estão no STF. Esta é a forma que procurarei trabalhar com os senhores”.


O encontro ocorre na sede do Conselho Nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A ideia é que os governadores realizem daqui para frente reuniões mensais na capital federal.

Posts recentes

Ver tudo

Ricardo Salles pede demissão do governo

Alvo de investigações, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, pediu hoje demissão do governo de Jair Bolsonaro (sem partido). Logo depois, Salles concedeu entrevista a jornalistas justificando a

Impactos na economia do Brasil das 500 mil mortes

A marca de 500 mil mortes por covid-19 é muito mais que qualquer comparação que possa ser feita: sete Maracanãs lotados em final de Copa do Mundo, uma cidade como Florianópolis, o total de nascidos em

PIB surpreende e cresce1,2% no 1º trimestre

A economia brasileira começou 2021 em crescimento, confirmando a melhora de perspectivas para o ano como um todo e aumentando as chances de as perdas causadas pela covid-19 serem recuperadas até dezem