Mais profissionalismo

O ex-governador de Goiás e primeiro vice-presidente do PSDB, Marconi Perillo, diz que a campanha de Geraldo Alckmin precisa mudar: “Estruturar a campanha de forma profissional, descentralizada e eficiente" para aliviar o candidato "de tarefas burocráticas para dedicar-se ao que interessa, o debate e o corpo-a-corpo com os eleitores". Como primeiro-vice-presidente do PSDB, Perillo assumiria no lugar do ex-governador a presidência do partido.


Em entrevista ao Valor, Perillo revelou que a descentralização da campanha foi um dos temas de um jantar de dirigentes tucanos com Alckmin e sua equipe de campanha, na semana passada. A conversa tensa deixou Alckmin tão aborrecido que ele atirou um guardanapo sobre a mesa. O ex-governador ainda disse que os tucanos poderiam, se quisessem, escolher outro nome. Apesar de tudo, Perillo acha que a campanha "não está perdida".

Posts recentes

Ver tudo

Bolsonaro na ONU, monte de mentiras e exageros

O discurso do presidente Jair Bolsonaro na abertura da Assembleia-Geral das Nações Unidas teve repercussão negativa no exterior e entre observadores da política externa brasileira e parlamentares. Pa

Pacheco devolve MP que liberava as fake news

Em nova derrota do presidente Jair Bolsonaro, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), devolveu a medida provisória que alterava o Marco Civil da Internet e dificultava a remoção de conteúdo

Fux: ameaça de Bolsonaro é atentado à democracia

Um dia após o presidente Jair Bolsonaro participar de atos antidemocráticos e ameaçar “descumprir” decisões do Supremo Tribunal Federal, o presidente da Corte, Luiz Fux, afirmou nesta quarta-feira que