top of page

Lula desiste de encontrar a família no enterro do irmão


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu não deixar a prisão em Curitiba nesta quarta-feira para encontrar familiares em uma unidade militar em São Bernardo do Campo, após a morte de um de seus irmãos, Genival Inácio da Silva, conhecido como Vavá, aos 79 anos.


"Na verdade, a decisão foi absolutamente inócua, proferida quando o corpo já estava baixando a sepultura, o enterro já estava acontecendo. Então, nesse sentido, a decisão não tem mesmo como ser cumprida", disse o advogado de Lula Manoel Caetano Ferreira.


O ex-presidente também não concordou em se reunir com a família no local indicado na decisão: "Seria um vexame, um desrespeito com a família que ele fosse se encontrar com a família num momento como esse em um quartel".

Ferreira disse ainda que Lula já se encontra com familiares todas as quintas-feiras, dia de visitas. Segundo o advogado, Vavá era um irmão com quem Lula tinha fortes vínculos afetivos.


“Ele sentiu muito a morte do irmão, e sentiu mais ainda não poder se despedir dele e se encontrar com a família nesse momento de muita tristeza”, disse Ferreira.


A saída do ex-presidente foi autorizada no começo da tarde pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, de plantão no recesso do Judiciário. O corpo de Vavá foi enterrado às 13h em São Bernardo do Campo (SP).

Posts recentes

Ver tudo

Bolsonaro na ONU, monte de mentiras e exageros

O discurso do presidente Jair Bolsonaro na abertura da Assembleia-Geral das Nações Unidas teve repercussão negativa no exterior e entre observadores da política externa brasileira e parlamentares. Pa

Pacheco devolve MP que liberava as fake news

Em nova derrota do presidente Jair Bolsonaro, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), devolveu a medida provisória que alterava o Marco Civil da Internet e dificultava a remoção de conteúdo

Fux: ameaça de Bolsonaro é atentado à democracia

Um dia após o presidente Jair Bolsonaro participar de atos antidemocráticos e ameaçar “descumprir” decisões do Supremo Tribunal Federal, o presidente da Corte, Luiz Fux, afirmou nesta quarta-feira que

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page