Haddad: Culpa é da “elite facista”

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, ligou o aumento da rejeição a seu nome por parte do eleitorado, detectado nas pesquisas Ibope e Datafolha, a ataques feitos pelo PSDB. Mais tarde, Haddad afirmou que o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, "precisa de um tratamento psicológico".


- Temos sofrido muitos ataques do PSDB, mas isso não está favorecendo o PSDB, e sim o fascismo. Quando você alimenta o ódio, alimenta o fascismo. Aconteceu na Alemanha, na Itália.


E completou, em agenda na Fundação Instituto Oswaldo Cruz, no Rio: “Parte expressiva da elite brasileira abandonou a social-democracia pelo fascismo".


Posts recentes

Ver tudo

PIB surpreende e cresce1,2% no 1º trimestre

A economia brasileira começou 2021 em crescimento, confirmando a melhora de perspectivas para o ano como um todo e aumentando as chances de as perdas causadas pela covid-19 serem recuperadas até dezem

Rejeição a Bolsonaro volta ao recorde de 59%

Pesquisa PoderData, do portal Poder360, realizada nesta semana (24-26.mai.2021) mostra que a reprovação ao governo do presidente Jair Bolsonaro voltou a subir e igualou o recorde de 59%, uma alta de 5

Ministro Salles acusado de facilitar contrabando

Ao autorizar a abertura da Operação Akuanduba na manhã desta quarta, 19, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, afirmou que as investigações da Polícia Federal descortinaram um ‘