Greve de fome e jejum por Lula


O PT vai tentar todos os meios para transformar Lula em candidato a presidente nas próximas eleições. E pretende pressionar a Justiça com chantagens variadas. Primeiro, um grupo de militantes fará greve de fome. E depois o partido pretende convocar um jejum nacional para dia 4 de agosto em solidariedade aos grevistas, informa Daniela Lima no Painel da Folha de hoje. O PT recomenda ainda que os militantes levem alimentos a famílias das periferias do País dizendo que “foi Lula quem mandou entregar”. Isto não remete ao cabresto, ao coronelismo?


Para reforçar, o PT produziu um milhão de folhetos para convocar militantes de todo o país para o ato de registro da candidatura de Lula no TSE, dia 15 de agosto. O partido acredita que pode reunir de 30 mil a 40 mil pessoas em Brasília.


Resta saber se uma greve de fome ou um jejum bastam para sensibilizar ou revogar as letras da Lei da Ficha Limpa.


Cadastre-se para receber as análises por e-mail

© 2023 by Talking Business.  Proudly created with Wix.com