Greve de fome e jejum por Lula


O PT vai tentar todos os meios para transformar Lula em candidato a presidente nas próximas eleições. E pretende pressionar a Justiça com chantagens variadas. Primeiro, um grupo de militantes fará greve de fome. E depois o partido pretende convocar um jejum nacional para dia 4 de agosto em solidariedade aos grevistas, informa Daniela Lima no Painel da Folha de hoje. O PT recomenda ainda que os militantes levem alimentos a famílias das periferias do País dizendo que “foi Lula quem mandou entregar”. Isto não remete ao cabresto, ao coronelismo?


Para reforçar, o PT produziu um milhão de folhetos para convocar militantes de todo o país para o ato de registro da candidatura de Lula no TSE, dia 15 de agosto. O partido acredita que pode reunir de 30 mil a 40 mil pessoas em Brasília.


Resta saber se uma greve de fome ou um jejum bastam para sensibilizar ou revogar as letras da Lei da Ficha Limpa.


Posts recentes

Ver tudo

PIB surpreende e cresce1,2% no 1º trimestre

A economia brasileira começou 2021 em crescimento, confirmando a melhora de perspectivas para o ano como um todo e aumentando as chances de as perdas causadas pela covid-19 serem recuperadas até dezem

Rejeição a Bolsonaro volta ao recorde de 59%

Pesquisa PoderData, do portal Poder360, realizada nesta semana (24-26.mai.2021) mostra que a reprovação ao governo do presidente Jair Bolsonaro voltou a subir e igualou o recorde de 59%, uma alta de 5

Ministro Salles acusado de facilitar contrabando

Ao autorizar a abertura da Operação Akuanduba na manhã desta quarta, 19, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, afirmou que as investigações da Polícia Federal descortinaram um ‘