Fachin quer julgar logo pedido de Lula


O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), considera ideal que a Corte decida ainda em agosto sobre o pedido de liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), condenado e preso da Lava Jato. Dia 15 deste mês é o prazo limite para o registro de candidatura no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O petista pode ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa em virtude da condenação confirmada em segunda instância pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).


A votação depende da presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, responsável pela pauta. Indagado se recomendaria o julgamento antes do dia 15, Fachin afirmou que “toda celeridade em matéria eleitoral é importante para não deixar dúvida no procedimento”.


Cadastre-se para receber as análises por e-mail

© 2023 by Talking Business.  Proudly created with Wix.com