top of page

Duas pesquisas e muita diferença

Uma diferença de oito pontos percentuais separa as duas últimas pesquisas de intenções de votos para a Presidência da República. A última, do Instituto Paraná, divulgada esta manhã, aponta 60,6% para Bolsonaro e 39,4% para Fernando Haddad. A da Datafolha, de ontem, mostra o deputado do PSL com 56% contra 44% do petista. Ou seja: diferença de 21,2% pela Paraná e de 12 % pelo Datafolha, distância grande entre uma e outra.


Instituto Paraná

Em relação à última pesquisa, de nove dias atrás, a diferença foi mínima: Bolsonaro passou de 60,9% para 60,6% dos votos válidos e Haddad de 39,1% para 39,4%. Dos votos totais, o candidato do PSL tem 54% e o do PT 34,4%, com 8,6% de nulos e brancos e 3,9% de indecisos.

No quesito rejeição, Haddad caiu de 55,2% para 54,5%. Bolsonaro passou de 38% para 39,4%.

A amostra foi feita com 2.120 eleitores entre os dias 23 e 25 de outubro.


Datafolha

Pelo levantamento de quarta-feira e ontem, Bolsonaro tem 56% das intenções de votos e Fernando Haddad 44%. Na pesquisa anterior, o candidato do PSL tinha 59% e o petista 41% dos votos válidos.

Dos votos totais, Bolsonaro está com 48% e Haddad com 38%; são 8% de nulos e brancos e 6% de indecisos.

No quesito rejeição, 46% votariam com certeza em Bolsonaro; 44% não votariam de forma alguma. Haddad tem voto certo de 37%, enquanto 52% não votariam nele de jeito nenhum.

Além disso, 94% estão totalmente decididos a votar em Bolsonaro, índice que cai para 91% em relação a Haddad.

Posts recentes

Ver tudo

Bolsonaro na ONU, monte de mentiras e exageros

O discurso do presidente Jair Bolsonaro na abertura da Assembleia-Geral das Nações Unidas teve repercussão negativa no exterior e entre observadores da política externa brasileira e parlamentares. Pa

Pacheco devolve MP que liberava as fake news

Em nova derrota do presidente Jair Bolsonaro, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), devolveu a medida provisória que alterava o Marco Civil da Internet e dificultava a remoção de conteúdo

Fux: ameaça de Bolsonaro é atentado à democracia

Um dia após o presidente Jair Bolsonaro participar de atos antidemocráticos e ameaçar “descumprir” decisões do Supremo Tribunal Federal, o presidente da Corte, Luiz Fux, afirmou nesta quarta-feira que

Comentarios


Los comentarios se han desactivado.
bottom of page