top of page

Defesa de Lula recorre e pede soltura ao STF


A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para fazer com que a decisão do ministro do Supremo, Marco Aurélio Mello seja cumprida.


Segundo os advogados, a liminar não poderia ter sido revogada. "Em razão do descabimento de suspensão liminar em ações de abstrato de constitucionalidade, conforme inúmeros precedentes da Corte, requer-se seja reafirmada a competência de Vossa Excelência, eminente Relator da ADC nº 54/DF, para analisar o pedido de alvará de soltura do Peticionário [Lula]", diz a defesa.


Nesta quarta-feira (19), Marco Aurélio determinou a soltura dos presos detidos em razão de condenações de segunda instância. Já no período da noite, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, recorreu ao Supremo e Toffolli, de plantão, derrubou a decisão do ministro.


Em razão do período de recesso na Corte, o pedido da defesa também será analisado pelo presidente do STF.

Posts recentes

Ver tudo

O discurso do presidente Jair Bolsonaro na abertura da Assembleia-Geral das Nações Unidas teve repercussão negativa no exterior e entre observadores da política externa brasileira e parlamentares. Pa

Em nova derrota do presidente Jair Bolsonaro, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), devolveu a medida provisória que alterava o Marco Civil da Internet e dificultava a remoção de conteúdo

Um dia após o presidente Jair Bolsonaro participar de atos antidemocráticos e ameaçar “descumprir” decisões do Supremo Tribunal Federal, o presidente da Corte, Luiz Fux, afirmou nesta quarta-feira que

bottom of page