"Debate maduro" para aprovar a previdência, diz Mansueto


O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto de Almeida, considera alta a possibilidade de aprovação de uma reforma da Previdência em 2019. “O debate está muito maduro”, disse depois de um evento na FecomercioSP. O secretário, que deve ser mantido no cargo pelo presidente eleito Jair Bolsonaro, citou alguns dos pontos a respeito dos quais há consenso em linhas gerais. Entre eles estão o estabelecimento de uma idade mínima, de uma regra de transição e de mudanças nos casos de acúmulo de aposentadorias e pensões, informa o Valor Econômico.


Mansueto não vê nenhum problema em fazer a reforma de maneira fatiada, mas disse que ainda não está muito claro como pode ser esse fatiamento. Apesar de haver concordância em linhas gerais com vários pontos da reforma, não há consenso na sociedade a respeito dos detalhes dessas mudanças: "A regra de transição, por exemplo, não pode ser muito longa nem muito curta".


Ele também defende que o governo federal e os governos estaduais façam "uma grande coalizão" para aprovar essas mudanças, pois a atual administração e a futura já deixaram claro que não querem aumentar impostos. O que pode ser revisto, de acordo com ele, são benefícios tributários que não tiveram o retorno esperado.

Posts recentes

Ver tudo

O discurso do presidente Jair Bolsonaro na abertura da Assembleia-Geral das Nações Unidas teve repercussão negativa no exterior e entre observadores da política externa brasileira e parlamentares. Pa

Em nova derrota do presidente Jair Bolsonaro, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), devolveu a medida provisória que alterava o Marco Civil da Internet e dificultava a remoção de conteúdo

Um dia após o presidente Jair Bolsonaro participar de atos antidemocráticos e ameaçar “descumprir” decisões do Supremo Tribunal Federal, o presidente da Corte, Luiz Fux, afirmou nesta quarta-feira que