Debate Band: Monótono

É difícil fazer uma avaliação de um debate de tom morno. Candidatos procuram dourar a pílula com argumentos que puxam para a melhoria de suas imagens. Mas é possível ver aqueles que se saem melhor. Alckmin saiu-se melhor porque combinava respostas com argumentos, dados e informações. Foi coerente na defesa da reforma trabalhista, muito criticada por Ciro. Que, aliás, fez a crítica, mas não aprofundou nada. Não fez a pontuação sobre pontos que considera ruins. Não foi o melhor Ciro que se conhece.


Meirelles, de fala arrastada, deu dados, mas faltou firmeza na argumentação. Marina, pálida. Genérica. Bolsonaro, sem grandes arroubos, quis mostrar que não é violento, conforme imagem tradicional. Boulos, o mais agressivo, parecia líder estudantil em disputa pelo Diretório. Álvaro Dias fez boa apresentação, mas se perdia às vezes em generalidades. E ao cabo Dacciolo faltou escopo conceitual. Atirou em todos, confundindo balas.


Cadastre-se para receber as análises por e-mail

© 2023 by Talking Business.  Proudly created with Wix.com