Bolsonaro demite ministro do Turismo. É o troca-troca

O presidente Jair Bolsonaro demitiu nesta quarta-feira o ministro do Turismo Marcelo Álvaro Antônio. Como mostrou o Estadão, o cargo dele era um dos que deveriam entrar na reforma ministerial inicialmente prevista para fevereiro. O presidente da Embratur, Gilson Machado, assumirá o cargo de forma temporária. Esta é a 15ª troca de ministros feita por Bolsonaro desde o início do mandato.


Segundo o Estadão apurou com integrantes do Palácio do Planalto, a queda de Álvaro Antônio foi atribuída ao ministro-chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos. Os dois vinham divergindo internamente porque o ministério passou a ser citado como moeda de troca por apoio no Congresso. O Palácio do Planalto tenta eleger o deputado Arthur Lira (Progressistas-AL), um dos principais líderes do Centrão, na presidência da Câmara.


Com a demissão, Álvaro Antônio deve reassumir seu mandato de deputado federal por Minas Gerais. Ele é filiado ao PSL e é investigado pelo Ministério Público sob suspeita de desviar recursos de campanha por meio de candidaturas de mulheres nas eleições de 2018. O caso, porém, não tem qualquer relação com a demissão.


Álvaro Antônio foi recebido na tarde desta quarta-feira por Bolsonaro. Há a previsão de que Gilson Machado também se reúna com o presidente ainda nesta quarta.


Na noite anterior, os dois estiveram no lançamento do Instituto Conservador-Liberal do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente. Na ocasião, Álvaro Antônio lembrou que foi um dos primeiros a embarcar na candidatura de Jair Bolsonaro.


Além da troca no Turismo, mais mudanças devem ocorrer em breve. O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira, deixa o governo no final do ano para assumir uma vaga no Tribunal de Contas da União (TCU). Também é aguardada a substituição de Onyx Lorenzoni no Ministério da Cidadania.

Posts recentes

Ver tudo

PIB surpreende e cresce1,2% no 1º trimestre

A economia brasileira começou 2021 em crescimento, confirmando a melhora de perspectivas para o ano como um todo e aumentando as chances de as perdas causadas pela covid-19 serem recuperadas até dezem

Rejeição a Bolsonaro volta ao recorde de 59%

Pesquisa PoderData, do portal Poder360, realizada nesta semana (24-26.mai.2021) mostra que a reprovação ao governo do presidente Jair Bolsonaro voltou a subir e igualou o recorde de 59%, uma alta de 5

Ministro Salles acusado de facilitar contrabando

Ao autorizar a abertura da Operação Akuanduba na manhã desta quarta, 19, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, afirmou que as investigações da Polícia Federal descortinaram um ‘