“Apoiado por Lula” altera pesquisa

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) mantém a liderança da disputa presidencial, mas o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) assume o segundo lugar quando seu nome é apresentado como “apoiado por Lula”, segundo pesquisa divulgada esta manhã pela XP Investimentos.


Na pesquisa estimulada, quando são apresentadas opções de nomes aos entrevistados, Bolsonaro tem entre 22% e 21% das intenções de voto, seguido pelos ex-ministros Marina Silva (Rede), com 13%, e Ciro Gomes (PDT), com 10% ou 11%, a depender do cenário. Depois vêm o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB), com 8%, e o senador Álvaro Dias (Podemos), com 6%.


No cenário em que tem seu nome apresentado como qualquer outro, Fernando Haddad atinge apenas 2%. Porém, ele aparece com maior potencial para receber os votos herdados do ex-presidente. Nesse caso, Bolsonaro cai a 20%, Haddad sobe para 11% e fica à frente de Marina (10%), Ciro (9%), Alckmin (8%) e Álvaro (6). A pesquisa da XP foi feita pelo Ipespe entre os dias 11 e 13 de junho, por meio de mil entrevistas telefônicas, com margem de erro de 3,2 pontos percentuais.

Em um eventual segundo turno, Lula e Marina pontuam melhor que Bolsonaro. O petista teria 42% contra 34% do candidato do PSL. Marina ficaria à frente de Bolsonaro por 38% a 34%. Com Bolsonaro e Alckmin, o deputado teria 33% e o ex-governador, 31%. Com Bolsonaro e Ciro, o deputado tem 34% e o ex-ministro 33%.


Foi simulado ainda o segundo turno entre Alckmin (29%) e Haddad (19%) e Alckmin (31%) e Ciro (30%). Haddad não foi testado em um segundo turno com Bolsonaro.


Cadastre-se para receber as análises por e-mail

© 2023 by Talking Business.  Proudly created with Wix.com