top of page

Árabes pedem reunião com Bolsonaro na volta de Israel

Embaixadores de países árabes no Brasil pediram formalmente uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e com o chanceler Ernesto Araújo quando a comitiva brasileira voltar da visita a Israel. O pedido foi confirmado ao UOL pelo embaixador palestino Ibrahim Alzeben, que foi convocado pela Autoridade Palestina após Bolsonaro anunciar a criação de um escritório brasileiro de negócios em Jerusalém.


O diplomata palestino é decano do conselho de embaixadores árabes e islâmicos no Brasil, que reúne representantes de 41 países. Ele diz que o grupo, que se reúne mensalmente em Brasília, convocou uma reunião emergencial após a viagem de Bolsonaro. O encontro ocorrerá na sede da Liga Árabe -- organização que reúne 22 países, como Arábia Saudita, Palestina e Jordânia.

"Até agora não tivemos resposta, imagino que a agenda de ambos [Bolsonaro e Araújo] esteja bem difícil. E não sei se este silêncio tem relação com a visita a Israel", diz o embaixador. O representante palestino aqui afirma que tem interesse em "intensificar o diálogo com o novo governo". Para ele, as medidas anunciadas refletem "falta de informação, de comunicação". O retorno do presidente a Brasília está previsto para a noite desta quarta. Ainda não há data para a reunião. Procurados, o Palácio do Planalto e o Itamaraty ainda não se manifestaram.


A intenção de Bolsonaro de transferir a embaixada brasileira em Israel de Tel Aviv para Jerusalém, cidade disputada por israelenses e palestinos, gerou desconforto entre países de tradição árabe -- muitos dos quais importantes parceiros comerciais do Brasil. O anúncio de um escritório de negócios fez a Autoridade Palestina enviar um sinal diplomático ao Brasil. Convocar um diplomata para explicações é visto no meio diplomático como um sinal de descontentamento. Para o embaixador palestino Ibrahim Alzeben, “é necessário manter o Brasil como mediador nesse conflito. E o Brasil tem tudo para seguir sendo mediador, já que é amigo dos dois lados".

Posts recentes

Ver tudo

Bolsonaro na ONU, monte de mentiras e exageros

O discurso do presidente Jair Bolsonaro na abertura da Assembleia-Geral das Nações Unidas teve repercussão negativa no exterior e entre observadores da política externa brasileira e parlamentares. Pa

Pacheco devolve MP que liberava as fake news

Em nova derrota do presidente Jair Bolsonaro, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), devolveu a medida provisória que alterava o Marco Civil da Internet e dificultava a remoção de conteúdo

Fux: ameaça de Bolsonaro é atentado à democracia

Um dia após o presidente Jair Bolsonaro participar de atos antidemocráticos e ameaçar “descumprir” decisões do Supremo Tribunal Federal, o presidente da Corte, Luiz Fux, afirmou nesta quarta-feira que

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page